9 dicas de como montar uma loja de roupas íntimas

como-montar-loja-roupas-intimas

Se você está pensando em abrir um negócio, uma ótima sugestão é montar uma loja de roupas íntimas, porque existe sempre demanda e esse setor não foi afetado pela crise econômica decorrente da pandemia.

Afinal, as pessoas precisam comprar e renovar suas peças íntimas, principalmente se o material não for de muita qualidade e resistente.

A dica aqui é abrir uma loja na internet, em razão do baixíssimo investimento e maior retorno, pois todo mundo prefere hoje fazer suas compras online do que ter que se deslocar até uma loja física.

Portanto, preparamos um guia com todo o passo a passo para você colocar sua loja para funcionar e lucrar muito!

Por que montar uma loja de roupas íntimas na internet?

O principal motivo é porque 80% dos consumidores fazem suas compras pela internet hoje em dia.

É muito mais prático, rápido e eles podem pesquisar com calma todos os produtos antes de realizar a compra.

Por outro lado, o investimento é muito baixo, inclusive existem diversas soluções para criar sites gratuitamente, mas não é a melhor ideia.

O mais importante nesse momento é o planejamento, onde você vai definir quanto tem para investir, quais produtos vai vender, para quem oferecer e quais os canais de divulgação.

Para te ajudar, preparamos um guia com todo o passo a passo para montar a sua loja de roupas íntimas.

Redação

Passo a passo de como montar uma loja de roupas íntimas

Assim como qualquer outro negócio, é necessário um bom planejamento, estudo de mercado, definir o investimento…

Portanto, confira, a seguir, todas as etapas para garantir o sucesso da sua loja:

1.Defina quanto tem para investir

O primeiro passo é definir quanto tem de capital para investir, e isso vai depender muito dos produtos que vai vender, se vai criar um site ou se associar a um marketplace, etc.

2.Montar uma loja virtual própria ou marketplace

https://youtu.be/xnFbaAwZ2c4

Para quem não tem muito conhecimento ou o orçamento é apertado, a dica é vender no marketplace, que seria como um shopping virtual.

Na verdade, o marketplace oferece um espaço para você exibir os seus produtos, e mesmo tendo que pagar uma comissão, vale a pena, principalmente para quem está começando.

Vamos supor que você esteja lançando um modelo de calcinha que seus concorrentes não vendem. Pense na visibilidade que isso pode ter!

Na internet, você encontra tutoriais para fazer parte de um marketplace, tudo bem simples e fácil!

3.Determine para quem vai vender

O próximo passo é determinar seu público-alvo, conhecer seus hábitos, interesses, quais os canais que costumam acessar, pois assim fica mais fácil vender, uma vez que você já sabe seus gostos e preferências.

Além disso, quando você conhece profundamente seu público-alvo, vai saber como é a melhor maneira de se aproximar de seus potenciais clientes.

Por exemplo, criar um conteúdo que chame a atenção dessas pessoas, de forma que queiram saber mais sobre o seu produto, o que aumenta a chance de vender.

4.Fazer um estudo de mercado

Por mais que o segmento de roupas íntimas tenha sempre demanda, é essencial fazer um estudo de mercado para conhecer mais seus concorrentes.

Vamos supor que a sua ideia seja vender calcinha e sutiã para grávidas. Você deve pensar em produtos que seus concorrentes não vendem, ou pelo menos não existam muitos concorrentes.

5.Escolher bons fornecedores

https://youtu.be/WuUVZyj6uu4

Tenha em mente que para transmitir credibilidade à sua loja, é fundamental que seus produtos sejam de altíssima qualidade.

Por isso, dedique um tempo para pesquisar fornecedores de roupas íntimas, que ofereçam ao mesmo tempo um produto de qualidade e um bom preço.

O seu objetivo deve ser oferecer um produto com preço mais baixo do que seus concorrentes, tornando-se assim mais competitivo.

6.Determinar o mix de produtos

Depois que você já definiu para quem vai vender e seus fornecedores, é a hora de pensar nos produtos com maior potencial de vendas.

Ou seja, produtos que realmente vão interessar seu público-alvo, seja pelas peças ou pela divulgação de publicidade

É claro que até você acertar pode levar um tempo, mas isso faz parte!

Uma sugestão é focar em produtos específicos para um determinado público, por exemplo, peças íntimas para gestantes, para pessoas da terceira idade e por aí vai.

E quando a sua marca ficar conhecida, poderá se expandir para outros segmentos de roupas íntimas.

7.Escolher o nome

Você terá que dar um nome para a sua loja, e precisa saber se o nome que escolheu já não é usado por outra pessoa.

Basta pesquisar no site registro,br para saber se está disponível, e caso não esteja, você vai ter que pensar em outro e pesquisar novamente.

Assim como uma loja física, você precisa formalizar sua loja virtual. E é muito simples: basta acessar o site Portal do Empreendedor e se cadastrar.

8.Escolher a plataforma

É através da plataforma de e-commerce que sua loja fica visível para seus clientes.

Você encontra hoje plataformas gratuitas, pagas ou mesmo criar a sua.

O importante aqui é que na plataforma, você consiga fazer toda a gestão da sua loja, como cadastro de produtos, incluir preços, métodos de pagamento, etc.

É essencial que o seu site tenha um certificado de segurança, de forma que o cliente se sinta totalmente seguro ao realizar suas compras.

9.Investir em marketing digital

Por fim, o marketing digital, que é a peça chave para atrair clientes para a sua loja.

Por isso, esteja presente nas redes sociais, poste boas fotos e crie um conteúdo rico e exclusivo.

Quanto mais seus clientes se sentirem engajados com a sua marca, mais chance de comprar. 

Por isso, responda a todos os comentários deixados, tire todas as dúvidas, pois isso cria uma relação de confiança e de mais proximidade.

E se você tiver um site, crie bons conteúdos que despertem a atenção e que atraiam mais visitantes para a sua loja.

Portanto, se você seguir todo esse passo a passo de como montar uma loja de roupas íntimas, com certeza será um sucesso!